quarta-feira, 13 de abril de 2016

Vale do Jaguaribe, no Ceará, terá uma Escola Família Agrícola

A Comissão Pastoral da Terra do Ceará deu início neste ano de 2016 o processo que deve culminar na criação de uma EFA no Município de Tabuleiro do Norte, na região cearense do Vale do Jaguaribe, contando com a parceria da Paróquia local, Nossa Senhora das Brotas, da Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte, da Organização Barreira Amigos Solidários (OBAS) e da ONG COMTACTE, de Aracati. 
A previsão de início das atividades da EFA Jaguaribana é janeiro de 2018. Até lá, várias atividades serão realizadas para sensibilizar e mobilizar os jovens rurais e suas famílias na região, mobilizar recursos humanos e financeiros, criar a associação mantenedora da EFA, divulgar a escola e firmar parcerias. A EFA em Tabuleiro do Norte possibilitará a jovens rurais o acesso a uma educação do e no campo, sustentada nos princípios da Pedagogia da Alternância, da Educação Popular, da Agroecologia e Convivência com o Semiárido. A EFA será um espaço de formação técnica em agropecuária, mas também de formação libertadora, visando o engajamento dos jovens e suas famílias nas diversas lutas sociais no campo, pela Reforma Agrária, pela defesa dos territórios tradicionais, pelo acesso à água de qualidade, pelo resgate das sementes crioulas, pelo cuidado e preservação da caatinga, contra o trabalho escravo e tantas outras lutas que motivam os povos do campo a resistirem e lutarem para a garantia de seus direitos e vida com dignidade.
Durante o processo de sensibilização de jovens rurais e suas famílias, serão realizadas três (03) Escolas Camponesas, uma atividade de iniciação à convivência com o semiárido, de três (03) etapas de (03) dias cada nas regiões do município de Tabuleiro do Norte. 
A Escola está sendo discutida e construída em mutirão. A experiência da EFA Dom Fragoso, no município cearense de Independência, está iluminando a construção da EFA Jaguaribana. À medida que o projeto vai se tornando conhecido, mais pessoas estão se dispondo a contribuir. Algumas equipes de trabalho já foram criadas e intercâmbios estão programados entre pessoas de Tabuleiro e a EFA de Independência. Visitas constantes estão sendo feitas nas famílias das comunidades em torno do terreno onde será construída a EFA, na comunidade de Currais de Cima, na Chapada do Apodi.
A região do Vale do Jaguaribe, especialmente a Chapada do Apodi, sofre com a hegemonia do agronegócio, instalado na região e que tem causado inúmeros conflitos, com fortes impactos ambientais e sociais e uso intensivo de agrotóxicos. A liderança Zé Maria do Tomé foi assassinado em 21 de abril de 2010 por fazer o enfrentamento a este modelo destruidor de agricultura imposto na região. 
A EFA Jaguaribana será um espaço alternativo forte de fazer frente a este modelo hegemônico do agronegócio, consolidando práticas agroecológicas e fortalecendo as lutas locais.
Todas as pessoas que desejarem contribuir poderá buscar informações com a equipe responsável e acompanhar nas redes sociais a ações de sensibilização e mobilização.
EFA Jaguaribana: por uma educação libertadora no e do campo!

Thiago Valentim

0 comentários:

Postar um comentário