segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

EFA de Marabá reivindica área junto à SEDAP

A Escola Família Agrícola (EFA) Professor Jean Hébette de Marabá-PA entregou um documento solicitando abertura de um diálogo e um processo de negociação visando a Cessão de Uso de uma parte da área da Secretaria de Estado Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP), situada no km 27 – Itupiranga, sendo um hectare na parte da frente e no fundo nove hectares para desenvolvimento de atividades agrícolas e ambientais pela EFA e parceiros através de um projeto denominado Escola-Acampamento.
O Secretário de Estado Hildegardo de Figueiredo Nunes recebeu a reivindicação com grande possibilidade de atendimento do pleito já que é parceiro da origem e desenvolvimento da Pedagogia da Alternância no estado do Pará.
A EFA de Marabá funcionou até final de 2010 na estrutura da Fundação Agrária do Tocantins Araguaia (FATA) no âmbito do Programa Centro Agroambiental do Tocantins (CAT). A partir de 2013 foi discutida sua retomada, e em maio de 2014 com custeio da Prefeitura de Marabá através Secretaria Municipal de Educação de Marabá (SEMED) iniciou seu funcionamento ofertando uma formação integral para jovens agricultores em nível de Ensino Fundamental.
O grande desafio e problema é que a área que atualmente funciona a EFA é locada (alugada) impedindo investimentos permanentes de construção de infraestrutura via convênio com Governo Federal e Estadual. Por outro lado, os/as alunos/as ficam impedidos/as de desenvolver atividades agrícolas de ciclo permanente.
O projeto de implantação da EFA na Base Física da SEDAP no km. 27 conta com apoio do gerente regional Marivan Oliveira Sousa. O Supervisor Regional da EMATER em Marabá Francisco da Silva Ferreira entende que a parceria com EFA permitirá a implantação de uma Unidade Didática nos moldes que a empresa tem em Bragança.
A iniciativa conta com a participação da Federação dos/as Trabalhadores/as na Agricultura Familiar (FETRAF) representada pelo líder Tião Branco. A articulação inicial do projeto é coordenada pelo educador Damião Santos que informou que está sendo programadas reuniões e um seminário para discussão com as organizações envolvidas.

0 comentários:

Postar um comentário