quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Rede CEFFA foi recebida pelo ministro do Desenvolvimento Agrário Patrus Ananias

Uma delegação composta por representações das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) e das Casas Familiares Rurais (CFRs) foi recebida na tarde desta terça-feira, 20 de outubro, pelo ministro do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Patrus Ananias. O grupo entregou nas mãos do ministro uma pauta de reivindicações contendo algumas ações importantes para o fortalecimento dos Centros Familiares de Formação por Alternância (CEFFAs). Foi reivindicado também o esforço do ministro para atuar na articulação política junto a outros ministérios a nas diversas instâncias governamentais em favor da rede.
A audiência teve como objetivo ampliar e consolidar parcerias com o MDA na execução de ações e/ou programas específicos que qualifiquem e fortaleçam a ação educativa dos CEFFAs junto aos agricultores familiares. As demandas apresentadas pela secretária executiva da União Nacional das Escolas Famílias Agrícolas do Brasil (UNEFAB), Iara Silva, em nome da rede foram: 1) Apoiar os CEFFAs para tornarem ofertantes de cursos do Pronatec (cursos FIC); 2) Implementação do programa Bolsa Jovem Rural para os estudantes dos CEFFAs, conforme programa criado em 2013 pelo Estado do Rio Grande do Sul; 3) Apoio do ministério na ações de formação/ATER para qualificar os atores e fortalecer a atuação dos CEFFAs; 4) Criar um Grupo de Trabalho (GT) no MDA específico para discussão das demandas dos CEFFAs; e 5) Apoio político para garantir que as turmas de Ensino Fundamental dos CEFFAs sejam incluída como subsidiárias da portaria interministerial para vigorar em 2016 e que tratará da operacionalização do FUNDEB, dando a estas o direito de serem contempladas com recursos do programa.
Idalgizo Monequi, tesoureiro da UNEFAB, observou que ao longo dos anos as pautas dos CEFFAs conseguiram alcançar mais espaço no governo, mas ainda há muito a avançar. O presidente da UNEFAB, Antônio Baroni Rocha, salientou a necessidade de se ampliar a educação no meio rural. “Temos que sair do patamar em que estamos e cuidar mais das escolas do campo. Precisamos de alternativas para manter o trabalho, para que se possa continuar rendendo bons frutos”. Segundo Baroni, "as nossas escolas tem sobrevivido com muito pouco e a nossa sobrevivência estará ameaçada se não conseguirmos mais apoio governamental.
Marco Geffer, supervisor da Associação Regional das Casas Familiares Rurais do Sul (ARCAFAR Sul) insistiu que os CEFFAs precisam de um espaço para discutir as suas especificidades dentro do MDA.
Patrus lembrou que educação é prioridade para o Governo Federal, e afirmou que vai debater com o Ministério da Educação (MEC) propostas e ações para ampliar o conhecimento no meio rural. “Vamos pedir uma audiência com o ministro Aloizio Mercadante e levar essas questões que vocês estão nos trazendo, principalmente as solicitações sobre o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego no Campo (Pronatec Campo) e ao acesso aos recursos do FUNDEB”, disse o ministro.
O ministro convidou a Rede CEFFAs para fazer parte do Fórum Diálogos da Terra, que terá sua segunda edição no início de novembro. “Temos trabalhado, na perspectiva de dialogar com os movimentos sociais, na criação de um fórum, onde todos têm voz. Gostaria de convidá-los a participar do próximo, para que tenhamos uma pauta de reivindicações mais unida e consolidada”, apontou Patrus.
Segundo o jovem Weder Fernandes Moreira, estudante da 3ª série do Curso Técnico em Agropecuária de Nível  Médio da Escola Família Agrícola de Orizona/GO (EFAORI), "a EFA oferece um leque de oportunidades para o jovem rural. É com muito amor que a gente participa da escola assim como vê a dedicação dos monitores, que abrem mão de tudo para que a escola funcione bem".
Também participaram da audiência pelo MDA a assessora de juventude rural Luiza Borges Dulci e o assessor de assuntos parlamentares e federativos César Medeiros. A delegação foi composta por Antônio Baroni Rocha (presidente da UNEFAB), Idalgizo José Monequi (tesoureiro da UNEFAB), Iara Ribeiro Silva (secretária executiva da UNEFAB), Marco Antonio Geffer (supervisor da ARCAFAR Sul), Luisa Maria Ribeiro Almeida (monitora da EFAORI), Weder Fernandes M. Oliveira (estudante da EFAORI) e Anselmo Pereira de Lima (funcionário da UNEFAB). O grupo foi acompanhado pelo deputado federal Padre João (PT-MG) e seu assessor Robson, por Raquel Grandi (assessora do deputado federal Assis do Couto - PT/PR) e por Herivelto Barroso (assessor do deputado federal Zé Carlos - PT/MA).

0 comentários:

Postar um comentário