terça-feira, 1 de setembro de 2015

UNEFAB participa do III Seminário Nacional do FONEC em Brasília

Foi realizado no centro de formação da Contag (CESIR), no Núcleo Bandeirante, Brasília-DF, o III Seminário Nacional do Fórum Nacional de Educação do Campo (FONEC). O evento aconteceu entre os dia 26 e 28 de agosto e contou com a participação de representantes dos movimentos sociais e sindicais do campo e representantes de centros de ensino superior que estudam e debatem a Educação do Campo, além de militantes dos fóruns estaduais de Educação do Campo. Representantes da maioria das associações regionais que representam Escolas Famílias Agrícolas no Brasil participaram do evento.
O seminário, que contou com a participação de aproximadamente 160 pessoas, teve como objetivos realizar uma análise da conjuntura da Educação do Campo na relação com os determinantes sociais fundamentais da conjuntura nacional atual e a política educacional em curso, também fazer um balanço da situação da Educação do Campo nas regiões, destacando-se limites e potencialidades de mobilização e organização dos fóruns estaduais.
Segundo José Wilson, secretário de políticas sociais da Contag, este foi "um momento de reafirmação do papel que Fórum Nacional de Educação do Campo tem exercido durante estes 5 anos desde que foi criado em 2010 como espaço de vozes dos Movimento sociais do Campo e Academia que pauta a luta pela implementação de uma Política específica para o campo”.
Eliene Novaes Rocha, doutora em Educação, atualmente professora da Faculdade de Educação UNB, de Planaltina-DF, considerou que o seminário foi uma oportunidade para realizar “ um balanço coletivo dos desafios que estão no campo e a partir daí construir estratégias que podem ser implementadas para educação do campo. No nosso ponto de vista acadêmico, o Seminário nos convida fazer uma produção crítica dos desafios para implementação da educação do campo. Foi um espaço de definição que orienta as ações a serem potencializadas e desenvolvidas, como elementos que nos unem pela educação do campo”.

0 comentários:

Postar um comentário