segunda-feira, 15 de junho de 2015

Segunda Oficina de Histórias Digitais – Diálogos Interculturais foi realizada no Espírito Santo

Contar histórias inspiradoras usando tecnologias que todos tenham acesso. É o que a Disop Belga e a Comundos vêm ajudando a fazer em várias partes do mundo. De 09 a 12 de junho, foi a vez de Piúma, no Espírito Santo, Brasil. A Oficina de Histórias Digitais – Diálogos Interculturais, aconteceu na sede do MEPES (Movimento de Educação Promocional do Espírito Santos), e teve participação de educadores e alunos da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, de Associações Regionais e Escolas Famílias Agrícolas, que fazem parte da Rede UNEFAB Brasil.
A oficina foi rica em conhecimentos, diálogo, aprendizado e muita construção coletiva, de onde saíram muitas histórias inspiradoras e interessantes, com temas diversificados de acordo com cada região. A jovem Larissa Paula (foto abaixo), de 15 anos, é aluna da Ceffa Rei Alberto I, de Nova Friburgo (RJ) e fez sua produção sobre um transtorno que ela e as pessoas da sua região enfrentam, que é a poluição de rios que causam muitos problemas ambientais e que eles vêm lutando pela preservação. Ela falou um pouco sobre o curso. “Gostei muito, porque é uma forma diferente da gente usar tecnologia para mostrar coisas importantes de nossas regiões, que podem ser de interesse de muitas pessoas, além da gente poder contar também sobre nossas culturas”.
Josimar Ramos, é educador na Escola Família Agrícola Nova Esperança, em Taiobeiras (MG), ele avaliou a oficina como positiva e falou sobre a importância de usar a sua metodologia na sala de aula. “Achei muito importante pela quantidade e qualidade de atividades que podem ser desenvolvidos na escola. Sem dúvida, as Histórias Digitais – Diálogos interculturais, é uma grande ferramenta pedagógica a ser usada em prol da educação”. Diz o educador.
Além do Espírito Santo, aqui no Brasil a Comundos já passou pela Bahia, Rio de Janeiro e Maranhão, também em outros países como Guatemala, Honduras e Bélgica. O próximo destino é Moçambique. Sempre com a missão de educar e incluir social/digitalmente as pessoas, usando tecnologia de forma simples.


* Texto por Fabiano Vidal.

0 comentários:

Postar um comentário