sexta-feira, 29 de maio de 2015

Realizada Oficina de Histórias Digitais em Bacabal-MA

Foi realiza de 25 a 28 de maio no prédio da União das Associações das Escola Família Agrícolas do Maranhão (UAEFAMA) em Bacabal-MA, a primeira oficina de Histórias Digitais - Projeto Diálogos Interculturais, uma parceria da Comundos, com a DISOP e a UNEFAB. Participaram da formação, representantes de  Escolas Famílias Agrícolas e Associações Regionais dos Estados de Tocantins, Goiás, Amapá, Pará, Rondônia, Piauí, Maranhão. A oficina foi facilitada pelo facilitador da Comundos, Bart Vetsuypens.
Para Bart Vetsuypens, formado Ciência Tecnológica, “é importante que o meio popular começa a se capacitar em comunicação, estamos inserindo comunicação como atividade e não como fim. Fazer comunicação,” disse ele. Ainda colocou que a atividade é voltada para diálogos interculturais entre países, sendo Brasil, Camarões, Moçambique, Guatemala e Honduras.
A DISOP, que já contribuiu com a educação destas instituições beneficiadas em mais de 20 anos, achou por bem não deixar o Brasil fora desde processo com suas experiências e desafios, ainda. Quando as prioridades de contribuição mais consistentes, sobretudo financeira, se voltaram para os países africanos e deixaram o Brasil, por entender que o Brasil já vive melhor em renda, colocou Bart Vetsuypens, embora reconheça que essa situação de melhora é numa visão geral do país e quando se trata de análise local, ver-se das mazelas já inadmissíveis para um Estado tão rico como é o Brasil. E paupérrimo em igualdade de renda. Assim, o Brasil não é mais prioridade para o mundo.
A Comundos (CONHEÇA MAIS SOBRE O PROJETO DIÁLOGOS INTERCULTURAIS) já realizou curso como este também na Bahia, sendo a Comundos em parceria com a DISOP, onde realizou um Seminário de Histórias Digitais em Feira de Santana, na Bahia. Voltado para educadores e outros profissionais de escolas e projetos sociais, para que possam inserir ludicamente novas tecnologias em suas entidades. A atividade teve o objetivo de apresentar e avaliar o potencial de aplicabilidade das metodologias de Histórias Digitais pelas organizações que a DISOP apoia no Brasil. Essas histórias são ferramentas simples que possibilitam a visibilidade de fatos, movimentos e vidas que refletem sobre temas delicados ou iniciativas positivas para mudanças sociais.
Todos os representantes das entidades saíram satisfeitos e motivados da atividade, salientando que colocarão em prática em suas localidades o que aprenderam. Para Maria Antonia, técnica em Agropecuária e ex-aluna da Escola Familia Agrícola de Capinzal do Norte, projetos como esse só vem agregar conhecimento e fazer inclusão dos jovens rurais, uma vez que ainda se pensa muito que por ser rural tem que estar fora daquilo que é essencial hoje no mundo globalizado, a comunicação digital, disse enfática Maria que aniversaria nesta data.

* Texto com informações do Jornal O Mearim.

0 comentários:

Postar um comentário